quarta-feira, 24 de março de 2010

Palavras aleatórias


- Você falando assim eu pensei uma coisa. Já pensou na gente juntos?
- ...
- Responde. Sim ou não?
- Tá. Sim. Responde também.
- Hã? Já, já.
- Baseado em que?
- Ah, seu jeito, seu sorriso.
- ...
- Principalmente, seu sorriso...

quinta-feira, 11 de março de 2010

'Estas horas que acabam de passar, não contam (...)
Dormi e sonhei. Foi o senhor que me acordou; e eu acordei rindo-me. Não viu?'

Lucíola - José de Alencar

segunda-feira, 8 de março de 2010

Aonde você foi parar?

Há um mistério que envolve a mente humana. Ou melhor, há inúmeros mistérios.
Como funciona a nossa memória? O que nos faz ter tantas lembranças?

Hoje eu lembrei da minha infância, na escola onde eu estudei ate a 2ª série. Lembranças de 10 anos atrás.
Lembrei das minhas amigas. Seus nomes. Seus rostos. Nossas brincadeiras. Paixonites de criança. Nossas brigas. As pazes. Nosso esconderijo.
Nosso esconderijo... surgiram então as memórias mais bonitas. Tinha uma árvore bem pequena no colégio, os seus galhos e folhas formavam quase uma bolha (ou algo parecido). E era lá onde nós nos reuníamos. E foi lá que tivemos o nosso dia mais triste.
Era o último dia de aula e eu sairia do colégio. Eu lembro que nós choramos muito, e por muito tempo.
Uma dessas minhas amigas, foi ao meu aniversário no ano seguinte, mas a gente perdeu o contato.
E hoje, 10 anos depois, eu lembrei delas. Por que? Mistérios da mente.
E porque essas pessoas que eram tão importantes, hoje só estão em minhas lembranças?
10 anos. 10 anos sem saber nada sobre elas.

Lorena, Roxy e Bárbara, hoje eu senti falta de vocês e do nosso esconderijo...

Dra. Nana


Gente!! Então, ainda não tinha falado sobre isso com vocês. Mas eu passei na Universidade Federal de Alagoas - UFAL ( uhuu!!) E no curso que eu queria.
Esse refúgio aqui é o cantinho de uma futura psicóloga.
A psicologia é maravilhosa. A mente, pensamentos, o inesperado. Eu temi (fato) diante do desconhecido, mas estou descobrindo um mundo cheio de questionamentos.
"O que move o mundo são as perguntas", como nos diz a propaganda da Cultura.
Estou na terceira semana de aula. Tenho filosofia, sociologia, Psicologia: Ciência e profissão, Antropologia cultural, metodologia científica e Bases biológicas do comportamento humano 1 (ufa! a tão temida ANATOMIA!!) #tenso
Ah, a turma é ótima e no primeiro dia de aula de verdade, todo mundo (40 pessoas) foi junto pro shopping, parecia passeata.

Até aqui não pesou ainda, mas estou me preparando. E em 2015, Dra. Susana Peixoto.

Beiijos

sábado, 6 de março de 2010

Poeta. dramaturgo, jornalista

'Frágil - você tem tanta vontade de chorar, tanta vontade de ir embora. Para que o protegam, para que sintam falta. Tanta vontade de viajar para bem longe, romper todos os laços, sem deixar endereço. Um dia mandará um cartão-postal de algum lugar improvável. Bali, Madagascar, Sumatra. Escreverá: penso em você. Deve ser bonito, mesmo melancólico, alguém que se foi pensar em você num lugar improvável como esse. Você se comove com o que não acontece, você sente frio e medo. Parado atrás da vidraça, olhando a chuva que, aos poucos começa a passar.'

'(...) não conseguirás nem caminhar alheio pelas ruas sem descobrires em algum jeito alheio o jeito exato dele, em algum cheiro estranho o cheiro preciso dele.'

'Venha quando quiser, ligue, chame, escreva - tem espaço na casa e no coração, só não se perca de mim'

'Mergulho no cheiro que não defino, você me embala dentro dos seus braços, você cobre com a boca meus ouvidos entupidos de buzinas, versos interrompidos, escapamentos abertos, tilintar de telefones, máquinas de escrever, ruídos eletrônicos, britadeiras de concreto, e você me beija e você me aperta e você me leva pra Creta, Mikonos, Rodes, Patmos, Delos, e você me aquieta repetindo que está tudo bem...'
Caio F. Abreu