segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

'Quando os jovens escrevem memórias, estão admitindo que um novo tempo se faz e que não convém esperar o amanhã para falar do tempo que ainda navega aos soprares de agora. A verdade é que todo agora é feito de muito ontem e um pouco de amanhã antecipado. Um livro de memória escrito por jovens é sempre um aviso de que talvez isso passe. Se passar terá deixado sua marca; terá valido cada sonho e cada gemido.'
Rock, fé e poesia

Nenhum comentário:

Postar um comentário